Coincidência industrial (+)

Luminárias construídas usando peças alternativas, que coincidiram perfeitamente com as opalinas:  tampa de isopor pra cerveja + porta lâmpada = coincidência industrial x2. O tampão de alumínio p/ padrão elétrico serviu como canopla interna e também externa, em duas luminárias diferentes. Inventei esse sistema para travar a opalina usando apenas uma porca e uma ferragem chamada pé de galinha, muito usada em lustres de teto. O interruptor no cabo PP serve para controlar individualmente as luminárias que vêm do teto.

Luminária – processo

Trabalhos com o designer de produtos “Ganso”. Nas fotos, o processo de fabricação de um lustre para a loja do estilista Ronaldo Fraga na Savassi.
Geraldo Barbosa
Geraldo Barbosa torneiro mecânico.

furando o chapeu chines gigante





Mini luminária Thomas LEdison e outra
Luminárias que criei durante esse período.

Luminária c.i.

C.I.=coincidência industrial. tampa de isopor de cerveja amarelo com bocal baquelite e opalina escadinha, usando lâmpada eletrônica amarelada 15w. Base de embreagem de carro + tubo oxidado.

A outra foto é uma gambiarra com sensor de presença e um close no V.U. da malatag.

lightbulb box MAMUSHKA!

Não, não é a dança ritual da Família Adams, que foi ensinada pelos seus primos Cossacos e permaneceu como tradição na família Adams desde… só Deus sabe quando. Mas como esse filme é um clássico, resolvi incorporar o vídeo da MAMUSHKA! Posso dizer seguramente que é um épico que marcou minha época! Já não fazem mais filmes bons como antigamente…

Além de ser uma dança tradicional da Família Adams, a MAMUSHKA faz parte da cultura Russa.

“A boneca russa Matryoshka (Matrioshka), (também conhecida como Mamushka) ou “boneca russa” na verdade é um conjunto de bonecas ocas de tamanhos decrescentes colocadas uma dentro de outra. A história da Matryoshka não é muito antiga, pois tem pouco mais de um século. Considera-se que as Matryoshkas surgiram nos anos 90 do século 19, e o primeiro torneiro que criou a forma foi um homem com sobrenome Zvezdochkin e o primeiro homem quem desenhou o rosto e os trajes era o Sergei Maliutin, que trabalhava como pintor numa oficina de artesanatos no povoado de Abramtsevo que pertencia a um famoso industrial russo Savva Mamontov.  Em 1900, a esposa de Savva Mamontov, levou as bonecas para serem apresentadas na Exibição Mundial em Paris e este brinquedo ganhou uma medalha de bronze. Logo, muitos outros lugares em Rússia começaram confeccionar Matryoshkas.

Artistas modernos criam muitos novos estilos de Matryoshkas. Temas comuns incluem coleções de animais, retratos e caricatura de políticos famosos, músicos e estrelas populares de filme, natureza da Rússia ou cartões postais das cidades como Moscou.”

Agora veja a minha MAMUSHKA:





E esse foi mais um speed project concluído em aproximadamente 1h incluindo as fotos e o post!

  • Fontes:

http://aprender-russo-online.blogspot.com/2009/02/historiaorigemmatrioshkamamushka.html
http://en.wikipedia.org/wiki/Matryoshka_doll
http://fc07.deviantart.net/fs70/f/2010/134/d/1/Mamushka_01_by_danielherbon.jpg

Palestra – Centro Empresarial Itaú

A palestra Gambiológica no Itaú Unibanco Centro Empresarial em SP foi uma beleza! Tivemos 55 inscritos e em pouco tempo as vagas se esgotaram. Fomos muito bem tratados e todos ficamos satisfeitos com o resultado final. A proposta era a construção de um objeto gambiológico durante a palestra. Chamamos isso de speed project, ou projeto rápido. Em uma hora e meia de palestra, nos alternamos entre falar e construir o objeto, montamos uma luminária usando como base um drive de disquete 5,25 polegadas. Esse drive é hoje obsoleto, e considerado um lixo tecnológico, que por coincidência, era da Itautec! Nós o devolvemos para o destino de origem, completamente transformado e gambiologizado. Agora, além de seu preço inestimável, ele tem utilidade, como luminária com dois tipos de lâmpadas, E14 e E27, LED´s e um amplificador para MP3 usando o TDA7052.