REPAIR

Conserto, logo existo.
I fix, therefore I am.
Je répare, donc je suis.

Impressora “obsoleta” consertada. A borracha condutiva apodreceu, mas foram adicionados novos push-buttons para que os botões pudessem funcionar novamente: line feed, font e pause. Foi lubrificada e voltou a imprimir perfeitamente. Essa LX-300, o primeiro modelo da EPSON, é fabricada até hoje, (lx300-ii) e custa em torno de R$1.450,00 nova. A impressora da foto foi comprada por 30 reais, e a fita nova custou 15. O reparo feito por mim mesmo, custou em torno de 10 reais. Essa impressora geralmente é uma das primeiras que são estudadas em cursos de manutenção de impressoras. É robusta, econômica e imprime formulários contínuos de 3 vias com carbono e por isso é usada até hoje. Apesar da sua boa qualidade, isso não significa que ela não tenha obsolescências programadas. A borracha dos botões resseca e apodrece, a lubrificação acaba, e a porta paralela foi extinta. O cabeçote demora, mas pode queimar. A parte boa é que é facilmente encontrada como sucata, para retirada de peças ou consertos.

Este modelo das fotos foi usado na oficina “Foto lofi” realizado no último final de semana. Venha imprimir sua “selfie lofi” no Belle Époque (@belle.pok).

░░▒▒▓█ “Adesivostentação” – making of █▓▒▒░░

antes:

10914911_10203864867687691_499936201951130466_o

depois:

adesivostentacao

 

ADESIVOSTENTAÇÃO – S.m. junção das palavras “adesivo” + “ostentação” por aglutinação (união pela letra “o”). 1. Mania de colecionar adesivos e ostentá-los através da exibição em algum artefato / objeto do próprio indivíduo ostentador Ex.: janelas, geladeiras, laptop, carro etc.. 2. Ato de desenhar / fabricar seu próprio adesivo e ostentá-lo em objetos de locais públicos Ex.: semáforos, vidros, vitrines, postes, banheiros de bares, etc..

mais um verbete pro dicionário, um oferecimento: lucasmafra.com !

☺☻☺☻☺☻☺▒█ STICKERS █▒☺☻☺☻☺☻☺

adesivoterapia sticker

☺☻☺☻☺☻☺▒█ STICKERS █▒☺☻☺☻☺☻☺

#adesivostentação

 

MAT – Muito Alta Tensão

Esse aparelho chama-se Jacobs ladder e produz faíscas de alguns milhares de Volts. Foi construído com um flyback de sucata comprado por 1 Real nas eletronicas (peça de TV´s e monitores de tubo). As duas unidades são baseadas num projeto bem simples. Pretendo construir outras mais potentes com transformador de neon, = a esta.