©2018║╣Àlucasmafra.comÁ««░»«¼ñÑã©╣║╗╝¢└ gambiarras

hellermmann tyton improvise

33 gambiarras selecionadas

Gambiarras fiz (com legenda) e fotografei (sem leg.)

Controle de garagem sem bateria

Nesse tipo de controle que utiliza uma pequena (e cara) pilha de 12V, pode-se adaptar um rabicho com plugue 12V (acendedor de cigarro) e nunca mais ter que comprar bateria. Um regulador de tensão pode ser implementado para outros modelos que trabalham com outras tensões (9v, 3v…).

Esse tipo de ação conclama 3 dos 5 R’s: Reduzir (resíduo bateria), Recusar (não comprar bateria) e Ressignificar (adaptar o controle para não precisar da bateria).

A ideia surgiu num momento de Raiva quando não consegui abrir o portão, não suportando mais o mau contato no velho controle de garagem.

Consertar lâmpada de LED

É uma tarefa relativamente fácil, quando alguns fabricantes como a taschibra (não recomendo) dificultam o processo de forma visivelmente proposital. A vida útil do led, sob condições ideiais, pode ser tranquilamente de 100.000 horas (datasheet do componente), equivalente a 11 anos ligado 24h, mas isso não é interessante para nenhum fabricante. Eles ainda tem a audácia de garantir a lâmpada por 6 anos, o que não vai acontecer, muito menos ligada direto. Aliás, quem vai encontrar a embalagem da lâmpada que comprou há anos atrás? Ninguém reclama, é mais fácil comprar outra. E assim se mantém o padrão da obsolescência programada, criada por Alfred Sloan e outros responsáveis por grandes fábricas de produtos. “Um produto que não estraga é uma tragédia para os negócios”; é essa a filosofia adotada até hoje, enquanto a preocupação com resíduos é mínima, nosso planeta vai rapidamente entupindo-se de dejetos industriais.

No caso da taschibra a fonte queimou, porque esquenta demais e não possui saída de calor; se um led queimar, automaticamente todos os outros se apagarão e a fonte morrerá. As lâmpadas são projetadas de forma a queimarem prematuramente, simplesmente usando componentes subdimensionados para sua função.

Assista The Lightbulb Conspiracy, um documentário sobre a obsolescência programada.

Lâmpadas de led programadas para queimar

Circuito reparado. placa da lâmpada de led

Lâmpada de led reparada recondicionada funcionando

Lâmpada ressuscitou encarnada como cebolinha
Lâmpada reconstruída de forma lúdica
Cozinha hacker. Cocina hacker. Hacker kitchen. foto Elisiana Frizzoni

“Ressuscitando lâmpadas de LED” e “Construa sua própria lampada” são cursos presenciais que ofereço, com apostilas contendo maiores informações técnicas a respeito do reparo em lâmpadas de LED, sua arquitetura e funcionamento. Contato

Fixing a LED lightbulb. Ressuscitation of lightbulb. Repair. Kludge. Makeshift. Obsolescence.

▒▓█Thomas LEDison – Resurrection█▓▒

A ressureição da lâmpada incandescente queimada de Thomas Edison. Um projeto de Lucas Mafra.

The resurrection of the Thomas Edison burnt lightbulb. A project by Lucas Mafra

Thomas Edison, o inventor da lâmpada incandescente, ficaria feliz em saber que apesar de sua criação estar em extinção no comércio, ainda a estimamos e queremos que continue iluminando nossos recintos. Porém, surgiram alternativas mais baratas, duráveis e econômicas, acirrando uma disputa desleal com os belos bulbos incandescentes. Paramos de comprá-las e aos poucos elas foram sumindo do mercado. Recentemente a lâmpada incandescente de 100W foi descontinuada. Uma invenção que iluminou nossas vidas com seu brilho amarelado característico, será aos poucos removida das prateleiras até a extinção total, devido a sua ineficiência energética.

Thomas LEDison (ou LEDson), é um projeto que ressuscita uma lâmpada incandescente queimada. Ela volta a brilhar novamente tendo uma vida útil de 100.000 horas, em comparação com meras 1.000h da antiga lâmpada. Isso equivale a 11 anos ligada 24h, ou 40 se usada 6h por dia! Até lá, provavelmente a lâmpada incandescente estará extinta, mas esta continuará brilhando, em memória deste grande inventor.

 

Thomas Edison, inventor of the incandescent light bulb, would be glad to know that in spite of his creation being snuffed out of the commerce, we still esteem it and want it to keep lighting our rooms. But cheaper alternatives came, more durable and economic, narrowing an unfair dispute with the beautiful incandescent bulbs. We stoped buying them and they were slowly disapearing from the market. Recently (in brazil) the 100W lightbulb was discontinued. An invention that lit our lives with its characteristic yellowish glow, will be gradually removed from the shelves until total extinction, because of its poor luminous efficacy, where  95% or more is converted into heat rather than visible light.

Thomas LEDison (or LEDson) is a DIY (do it yourself) project that ressucitates a burnt incandescent lightbulb. It will glow again once more, having 100.000 hours lifespan compared with mere 1.000 hours of the old burnt bulb. That means 11 years shining 24h a day! Until then, the incandescent lightbulb will be practically extinct, but this one will be gleaming for quite a long time in memory of this great inventor.

“Thomas LEDison (or Ledson also) is a makeshift (Macgyverism) ressurection of the burnt incandescent light bulb.”

MINI ZINE template

I found this 16 page mini zine tutorial video, which was enlightening for me. I was looking for a cut and fold mini zine template, and also trying to make one by myself (unsuccessfully). But I had the bright idea to make two mini zines (traditional 8 pages folding zine) out of an A4 and just staple them together. It’s much easier to do this instead of the fancy folding mini zine above although it’s an epic design. So here are two different methods to make a 16 page zine:

 

  • Stapled double 8 page zine. Reference template I made >>  PSD and JPG.
    Instructions: Make your zine using the template then cut the A4 in half, fold them like a regular zine and staple it together in the middle page.

zines


more MINI
 ZINES coming soon…

ECOSTENTAÇÃO II

Esse projeto completíssimo de captação da chuva do site sempresustentavel.com.br que contém diversas ideias boas e baratas para se levar uma vida mais ecologicamente correta, digamos assim. #ecostentação

Clique para ver Manual gratuito passo-a-passo